Home PageMapa do SiteImprimire-learningIntranet
Versão para impressão

Legado dos JO do Rio de Janeiro arruinado com mortes às mãos da polícia e repressão de manifestações

 

O legado de segurança dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi arruinado com as mais recentes oito mortes resultantes de operações policiais durante o grande evento e uma intensa repressão de manifestações pacíficas, avalia a Amnistia Internacional.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Tolerância zero para os países que se evadem às obrigações internacionais no comércio de armas

Todos os países têm de garantir que o Tratado sobre o Comércio de Armas Convencionais cumpre em absoluto a promessa de salvar vidas e proteger os direitos humanos dos efeitos devastadores do comércio internacional de armamento, dando passos concretos e transparentes para a sua concretização plena e verdadeiramente eficaz, alerta a Amnistia Internacional, com o arranque da grande Conferência de Estados-parte do TCA, esta segunda-feira, 22 de agosto, em Genebra.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Testemunhos lancinantes de tortura, condições desumanas e milhares de mortes nas prisões na Síria

 

As experiências horríveis vividas por detidos nas prisões da Síria, onde são submetidos a tortura desenfreada e outros maus-tratos, estão expostas num novo relatório da Amnistia Internacional, publicado esta quinta-feira, 18 de agosto, no qual é estimado que pelo menos 17 723 pessoas foram mortas sob tutela das forças de segurança sírias desde o início da crise no país, em março de 2011 – equivalendo a uma média de 300 mortos por mês.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Fecho do centro australiano de refugiados em Manus é só um primeiro passo para pôr fim ao pesadelo

A decisão do Governo australiano em finalmente encerrar o centro de refugiados que opera na ilha de Manus, na Papuásia-Nova Guiné, onde foram documentados graves abusos, é positiva, avalia a Amnistia Internacional, reiterando que todos quantos se encontram detidos naquele local devem ser transferidos prontamente para território da Austrália.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Ativistas pelos direitos das mulheres no Irão são tratados como “inimigos do Estado” em renovada repressão

As autoridades iranianas intensificaram, no primeiro semestre do ano, a repressão no país contra ativistas pelos direitos das mulheres com a realização de uma série de duros interrogatórios e lidando cada vez mais com iniciativas coletivas relacionadas com os direitos das mulheres como atividades criminosas, disse hoje a Amnistia Internacional.

Saiba Mais
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 149
  • STOP TorturaSTOP Tortura
  • A tortura não é justificável em nenhuma circunstância. É ilegal, bárbara e desumana. 
    Saiba mais | Veja Video

  • O Meu Corpo, os Meus DireitosO Meu Corpo, os Meus Direitos
  • Os direitos sexuais e reprodutivos são direitos humanos universais.
    Saiba mais

 
 
 
 

 Torne-se ActivistaApoie as nossas causas Junte-se a nósFaça um Donativo