Home PageMapa do SiteImprimire-learningIntranet
Versão para impressão

“Cidades Pela Vida - Cidades Contra a Pena de Morte” enche de luz o Arco da Rua Augusta em Lisboa

O Dia Internacional “Cidades Pela Vida - Cidades Contra a Pena de Morte” assinala-se mais uma vez, no próximo domingo, 30 de novembro. E nesse dia, em parceria com a Amnistia Internacional Portugal e a Comunidade de Sant’Egidio, a Câmara Municipal de Lisboa vai iluminar um dos mais icónicos monumentos públicos na capital, o Arco da Rua Augusta, a partir das 19h.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Nações Unidas dão passo firme para uma moratória global à pena de morte

A vasta maioria dos países do mundo inteiro aliaram-se em peso na defesa de um projeto de resolução nas Nações Unidas que ruma para uma moratória global às execuções, visando a abolição total da pena de morte em toda a comunidade internacional – um passo que a Amnistia Internacional acolhe como extremamente positivo.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Três observações que a Amnistia Internacional fez em Ferguson inspiradoras de preocupação

Uma equipa de observadores de direitos humanos da Amnistia Internacional nos Estados Unidos tem estado a seguir os protestos e a conduta da polícia em Ferguson, no estado do Missouri, na esteira da decisão de um grande júri em não deduzir acusações contra o agente Darren Wilson pela morte do adolescente Michael Brown – e três observações já feitas no terreno são inspiradoras de preocupação.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Campanha de 16 dias de ativismo põe mira sobre a violência e discriminação contra as raparigas e mulheres

Ativistas da Amnistia Internacional pelo mundo inteiro juntam-se na campanha global 16 Dias Contra a Violência de Género, num protesto contra a violência e a discriminação a que são sujeitas raparigas e mulheres, incluindo os obstáculos ao exercício dos direitos sexuais e reprodutivos. Neste longo fôlego de ativismo pelos direitos das mulheres, a organização elegeu esta terça-feira, 25 de novembro – Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres –, para apresentar também um novo balanço da violência sexual e de género na Argélia e entregar às autoridades argelinas a petição para o Magrebe da campanha O Meu Corpo, os Meus Direitos.

Saiba Mais
 
Versão para impressão

Nenhum refúgio para torturadores: o atribulado caminho da Convenção contra a Tortura

 

O percurso não foi fácil, encontrou resistências e hesitações, mas chegados a 1973 tudo começou a encaminhar-se para o momento perfeito de dar os passos para consagrar na legislação internacional o crime de tortura, e vincular os Estados a tudo fazerem para julgar os responsáveis por esta prática cruel nos seus territórios e em outros países. Este é o primeiro de uma série de artigos com que a Amnistia Internacional marca os 30 anos da aprovação da Convenção contra a Tortura nas Nações Unidas, cumpridos no próximo 10 de dezembro.

Saiba Mais
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 75
  • STOP TorturaSTOP Tortura
  • A tortura não é justificável em nenhuma circunstância. É ilegal, bárbara e desumana. 
    Saiba mais | Veja Video

  • O Meu Corpo, os Meus DireitosO Meu Corpo, os Meus Direitos
  • Os direitos sexuais e reprodutivos são direitos humanos universais.
    Saiba mais

  • Discriminação
  • “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos”
    Saiba mais | Veja Video

  • Exija Dignidade
  • Por um caminho para fora da Pobreza, na rota dos Direitos Humano.
    Saiba mais | Veja Video

 
 
 
 
 

 Torne-se ActivistaApoie as nossas causas Junte-se a nósFaça um Donativo

Instagram